Rodas de

CONVERSA

Como (Re)começar?

Algumas características de nossa época, como o sucesso científico e tecnológico e a velocidade das comunicações tornam as coisas obsoletas rapidamente, bem como provocam uma envelhescência prematura nas pessoas que se veem afogadas na quantidade de afazeres para um tempo cada vez menor de análises, tornando o seu dia a dia rotineiro, e não conseguindo apreender, aprender, nem empreender. Tornam-se gigantes nas informações e anões no conhecimento.

Buscamos uma forma como assimilar as experiências adquiridas e responder às mudanças de nossa era com surgimento de novos produtos, processos e serviços inovadores. As experiências dos mais idosos não podem ser desperdiçadas. Podem e devem ser discutidas com os mais jovens de modo que não repitamos os mesmos erros cometidos. Nossa sociedade necessita de exercícios contínuos de abordagens holísticas e integradas, provendo reflexões, identificações e correções em suas deficiências, situações problemáticas, alicerçando-as com ações e clareza de pensamento.

As rodas-encontros nascem destas necessidades de incrementar nossas reflexões analíticas de resistir a viver como um robô, ou viver em uma sociedade mais humana, em que possamos dialogar não só com os inevitáveis instrumentos e mecanismos realizados pelo progresso científico e tecnológico, mas humanizando e preservando os valores da comunicação através de um olho no olho.

Estes encontros objetivam impulsionar, criar círculos de cooperação e sistemas de trocas para fermentar re-começos nas quais os participantes possam tomar corpo e consciência de suas atitudes, através interseções com as competências, aptidões e talentos do grupo.